skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
01 dezembro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Ronfe comemora 22 anos de vila com poesia e uma homenagem à comunidade

Pedro C. Esteves
Sociedade \ quinta-feira, maio 13, 2021
© Direitos reservados
Num gesto de reconhecimento à comunidade, vai ser plantada uma árvore no Parque de Lazer da Lourinha. “É uma homenagem a todos os ronfenses”, relata a presidente da Junta de Freguesia.

No dia em que Ronfe assinala 22 anos de vila, as comemorações fazem-se sem “sentir o calor da comunidade”. A pandemia atirou novamente a celebração da efeméride para os meios digitais, mas, “apesar de a festa não ser o que os ronfenses mereciam”, assinala a presidente da Junta de Freguesia, há cor nas artérias da localidade. Uma iniciativa (“Poesia pelas Ruas”) trouxe para as ruas poemas e quem palmilha os caminhos do lugar que se fez vila em 1999 já deve ter dado por eles.

Em articulação com Agrupamento de Escolas Professor Abel Salazar e com o Centro Social de Ronfe, a ação colocou ao dispor da comunidade “o que está a ser vivido pelos miúdos nas escolas”, refere Maria Adelaide Silva. Para além de “alegrar” quem lê, “valoriza a língua portuguesa e os poetas, a razão de muito de aquilo que nós hoje também somos”.

É uma forma de mitigar uma comemoração sem sentir “as pessoas, o movimento o calor da comunidade”, explica a autarca, uma filha da terra que sempre viveu nesta freguesia a oeste do concelho. Tal como no ano passado, 2021 também não vai levar aos ronfenses a tradicional sessão solene. “Era onde homenageávamos pessoas singulares. Este ano, tendo em conta a situação, as pessoas estão a precisar de sinais de esperança e vamos homenagear a comunidade”, relata a presidente da junta.

Assim, de forma simbólica, a vila homenageia a resiliência dos trabalhadores da Unidade de Saúde Familiar de Ronfe e do centro social e paroquial, sem esquecer os alunos – “Que foram capazes de se adaptar a uma nova forma de ensino”, pontua Maria Adelaide Silva – e as famílias. “Não esquecemos que tiveram necessidade de se readaptar, reorganizar. [As famílias] acabam por ser um motor de dinamismo, mesmo numa altura de confinamento”, valoriza. Por isso, num gesto de reconhecimento, vai ser plantada uma árvore no Parque de Lazer da Lourinha. “É uma homenagem a todos os ronfenses”.

Combater o isolamento

Aquando da sessão solene de 2019, altura em que Ronfe fazia 20 anos de vila, a autarca local apontou para o combate ao isolamento social como um dos problemas a enfrentar. A Academia da Razão nasceu com esse propósito: um espaço de dinamização de atividades físicas, terapêuticas e de lazer ao alcance de toda a comunidade sénior. A pandemia de covid-19 trocou as voltas à iniciativa, mas os sinais são animadores. “Estávamos com grande atividade, hoje nem tanto. Fazemos o trabalho com os idosos, de proximidade, vamos buscar medicação, ajudámos no acesso aos serviços públicos; no entanto, sentimos que eles têm necessidade de vir e perguntam quando se inicia novamente a academia”, explica Maria Adelaide Silva.

O plano passa por “começar devagarinho” e abrir atividade para que pessoas de menor risco deem os primeiros passos rumo à normalidade possível. “É o contacto com os outros que lhes falta, a partilha”, indica.

O dia de hoje também é para eles. À distância vão poder assistir, pelas 18h00, à mensagem da presidente da junta de freguesia e, uma hora mais tarde, à homenagem às gentes da vila. Pelas 21h00, para terminar o dia de comemorações online, há “uma Eucaristia por todos os ronfenses”. Para o ano, a expetativa é que “o calor da comunidade” volte a alegrar o 13 de maio.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #38