skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Rui Borges após “jogo ingrato”: “Um momento de inspiração muda o jogo”

Redação
Desporto \ sábado, março 09, 2024
© Direitos reservados
Convencido de que apenas faltou entrar com “mais agressividade” nos espaços de finalização, treinador crê que o Moreirense dominou maior parte de um jogo que se decidiu num grande golo de Reisinho.

Apesar da desinspiração ofensiva do Moreirense no segundo jogo consecutivo sem marcar golos, o treinador dos cónegos crê que o remate de belo efeito de Miguel Reisinho na fase final do encontro com o Boavista, decisivo para o triunfo dos portuenses, selou um resultado ingrato para a sua equipa.

“É ingrato, mas o futebol é isto: um momento de inspiração muda o jogo. Controlámos os 90 minutos. O Boavista esteve claramente num bloco baixo e com um meio-campo defensivo desde o início. Conseguimos desbloquear facilmente a primeira fase de construção, mas faltou-nos entrar em espaços de criação e de finalização com mais agressividade, intensidade e assertividade durante o jogo todo”, vincou, na sala de imprensa do Estádio do Bessa após o encontro da 25.ª jornada da Liga Portugal Betclic.

Convencido de que os seus jogadores não estiveram “muito proativos” na primeira parte, mas procuraram com muito mais afinco a baliza contrária na segunda parte, o técnico transmontano vincou que o resultado em nada abala a caminhada do sexto classificado da tabela.

“O resultado não abala em nada. O nosso campeonato segue. Não estivemos inspirados, mas faz parte do trabalho. Há que continuar a trabalhar e passar confiança à equipa. O Boavista não criou perigo nem teve grandes aproximações, mas também já fomos felizes com lances de inspiração em jogos que estavam bloqueados. Hoje calhou ao Boavista”, concluiu.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73