skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
28 novembro 2023
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Rui Borges e a sorte que não bateu à porta: “Estamos chateados e tristes”

Redação
Desporto \ sábado, setembro 09, 2023
© Direitos reservados
Treinador do Moreirense FC lamenta as imaturidades que levaram a sua equipa a pagar caro, perdendo frente ao Braga depois de estar a vencer.

O treinador do Moreirense referiu que os cónegos ficaram “chateados e tristes” com a derrota na receção ao Braga, num jogo em que a sua equipa deu boa réplica, esteve na frente do marcador, mas acabou por consentir o desaire quando já passavam seis minutos para lá dos noventa.

“Estamos chateados e tristes. Podíamos ter saído com a vitória, fizemos por merecer, não há vitórias morais. Jogámos com duas boas equipas em casa, estivemos a vencer, mas acabámos derrotados. Fizemos bons jogos, mas perdemos por imaturidade nossa”, disse o treinador na sala de imprensa após o jogo.

Numa leitura ao jogo, Rui Borges lamenta as imaturidades da equipa. “Dores de crescimento”, chamou-lhes. “Os primeiros 20 minutos foram muito aquém da nossa parte, estivemos muito receosos, sofremos o golo e libertamo-nos. Libertamo-nos, criámos com bola, marcámos e demos a volta ao resultado com mérito. Chegámos ao intervalo a vencer com muito mérito, a construir com qualidade, a perceber o espaço para criar e a estacar as primeiras linhas do Braga. Na segunda parte o Braga posicionou muita gente no processo ofensivo, em alguns momentos estivemos mais baixos mas sem deixar o Braga criar perigo. Não criaram lances de perigo, mas tivemos imaturidade. Sofremos um primeiro golo num lançamento em que fomos passivos. O segundo golo é um pontapé para o ar, estava controlado, mas adormecemos; duas imaturidades nossas. O Braga marca dois golos dados, muita imaturidade nosso que não pode acontecer. O 3-2 é mérito deles. Não se percebe porque não nos deixaram fazer a substituição, era mais um homem a defender, mas não quer dizer que evitássemos o golo. Num pormenorzinho com equipas grandes a sorte bate à porta deles”, disse.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #62