skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
19 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Rui Borges quer equipa “comprometida e ambiciosa”, para afinar “pormenores”

Redação
Desporto \ sábado, setembro 16, 2023
© Direitos reservados
Moreirense FC desloca-se este domingo a Alvalade. Técnico dos cónegos quer manter “consistência” dos jogos frente a FC Porto e Sp. Braga, mas “melhorar nos pormenores”.

O Moreirense FC tem sido “audaz e corajoso” neste arranque de época de regresso ao convívio com os grandes do futebol português. Deixou uma boa imagem nos duelos em casa com o FC Porto e com o Sp. Braga, em que esteve a vencer, mas acabou por sair sem pontos desses embates.

Na deslocação a Alvalade, num jogo “desafiador” em que terá de “lidar com a atmosfera”, Rui Borges pretende que a sua equipa dê um passo em frente nos “pormenores” em que claudicou até agora. “O objetivo é tentar sermos melhores nos pormenores que nos têm custado caro frente a estas equipas. Tanto com o Porto como com o Braga fomos consistentes, mas perdemos nos pormenores e queremos melhorar isso”, disso o técnico na conferência de imprensa de lançamento do jogo.

Perspetivando aquele que será “o jogo mais difícil” até agora, por “jogador fora de casa frente a um candidato ao título”, o treinador dos cónegos pretende que a sua equipa mantenha a identidade. Vamos ser uma “equipa comprometida e ambiciosa”, disse, formulando um desejo: “Queremos repartir o jogo com o adversário”.

De resto, Rui Borges quer que essa identidade forte seja a imagem e marca da sua equipa, algo que na sua opinião está acontecer. “Queremos que olhem para o Moreirense sem dúvidas daquilo que é o Moreirense, e nesses primeiros jogos é isso que os jogadores têm feito. Parte também dessa ambição dos jogadores, uma equipa que gosta de jogar, que reparte o jogo, com coragem e qualidade”.

O embate entre o Sporting e o Moreirense, a contar para a 5.ª jornada do campeonato, está agendado para as 20h30 em Alvalade.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73