skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

“Sabemos o carinho que a Taça tem, queremos ir o mais longe possível”

Redação
Desporto \ sábado, outubro 21, 2023
© Direitos reservados
Central do Vitória SC "quer evitar surpresas" este domingo no Algarve, para "ir o mais longe possível na Taça". O grupo está "comprometido" a "absorver as ideias de Álvaro Pacheco".

A pausa nas competições foi “boa” para o plantel do Vitória SC ter “mais tempo de trabalho e assimilar melhor as ideias” de Álvaro Pacheco, com o objetivo de “continuar na senda de vitórias”. É desta forma que Jorge Fernandes olha para o atual momento do clube, que trocou recentemente de treinador, o que aconteceu pela segunda vez esta temporada.

Focando-se no presente, no jogo deste domingo frente ao Moncarapachense (15 horas- Estádio do Algarve), o central quer “evitar surpresas”, atendendo às vicissitudes que os jogos da Taça de Portugal por norma acarretam. “É sempre complicado quando se defronta uma equipa de um nível diferente. A motivação que o adversário tem pode ser um extra para eles, mas temos de igualar essa motivação, igualar essa vontade que eles vão ter no jogo e com isso demonstrar a nossa qualidade”, aponta

Para Jorge Fernandes este jogo, mesmo frente a um adversário do quarto escalão, o jogo será encarado “igual aos outros” do campeonato. “Sabemos o carinho que a Taça tem para a nossa massa associativa, e queremos dar o nosso melhor, como sempre, e vencer os jogos”, dá conta o jogador de 26 anos que está na quarta temporada em Guimarães

Em relação à chegada de Álvaro Pacheco, o terceiro treinador da época, o defesa diz que a equipa está “a tentar absorver as ideias do mister, aquilo que procura para a nossa equipa, o que idealiza, a ideia de jogo que quer transmitir e a sua ideologia”, garantindo que o grupo está comprometido com isso.

Questionado sobre os objetivos para esta temporada, Jorge Fernandes aponta que “uma boa época para nós seria chegar o mais longe possível na Taça, e quiçá poder almejar algo maior, e fazer uma excelente época, assimilar o que temos feito nos últimos anos, com as idas à Europa, que infelizmente as eliminatórias não estão a correr bem, mas é um processo que está a ser construído, e acho que com a frequência que queremos voltar à Europa penso que acabaremos conseguir outros objetivos lá, por isso querermos fazer um bom campeonato ao nível do que temos vindo a fazer”

Já a nível individual, o central que regressou à titularidade nos últimos jogos, quer “ajudar a equipa dentro de campo, se o mister assim o entender, dar o meu melhor, o meu contributo no dia-a-dia, nos treinos, se eventualmente continuar a jogar como tenho jogado, poder contribuir dentro de campo”.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73