skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

TAD anula jogo à porta fechada ao Vitória após incidentes em jogo com Braga

Redação
Desporto \ quarta-feira, abril 03, 2024
© Direitos reservados
Castigo imposto pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, imposto em 11 de abril, dizia respeito a arremesso de tochas durante o dérbi que o Vitória venceu 2-1 na época passada.

A punição de um jogo à porta fechada ao Vitória SC, proferida em 11 de abril de 2023 pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), foi anulada pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), num acórdão publicado nesta terça-feira.

O tribunal revogou a decisão do Conselho de Disciplina referente ao arremesso de duas tochas incandescentes na bancada Norte do Estádio D. Afonso Henriques, por parte de espetadores localizados no setor afeto ao Sporting de Braga para o setor com adeptos do Vitória, em 27 de fevereiro de 2023, durante o dérbi que a equipa então treinada por Moreno venceu por 2-1, com golos de Tiago Silva e de Alisson Safira para os vitorianos e de Alvaro Djaló para os arsenalistas.

Os espetadores na área vitoriana devolveram os dois engenhos para o setor bracarense, segundo o relatório de policiamento desportivo, e um dos artefactos, segundo o relatório do delegado da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP). O órgão jurídico considera “substancialmente diferentes” o “ato de incandescer ou deflagrar e de arremessar duas tochas” e “o ato de devolver de forma instintiva, de forma reflexa uma delas”.

O TAD frisou também que a tocha foi devolvida “voando pela bancada abaixo, caindo nas imediações, numa zona sem pessoas, onde não havia público”. Ao não se vislumbrar que o “ato de instintivamente devolver” configure “uma situação de perigo concreto”, o TAD deu razão ao Vitória e anulou o castigo.

O Sporting de Braga tinha apresentado recurso do castigo de um jogo à porta fechada imposto pela FPF na sequência desses acontecimentos, mas o TAD negou provimento ao recurso arsenalista, numa decisão tornada pública em agosto de 2023.

Os vitorianos foram ainda punidos com uma multa de 8.920 euros e os bracarenses com uma multa de 10.840 euros.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73