skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
20 outubro 2021
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Termas dos concelhos de risco fechadas é uma situação “gravosa”

Redação
Saúde \ segunda-feira, julho 19, 2021
© Direitos reservados
Associação de Balneoterapeutas e Terapeutas de SPA, criada em Guimarães, reprova esta medida. Termas das Taipas encerradas.

As termas e os serviços de termalismo que estejam localizados nos concelhos de risco elevado ou muito elevado voltaram a fechar portas, atendendo ao Despacho n.º 6325-B/2021, de 25 de junho de 2021.

Uma medida que, no entender da Associação de Balneoterapeutas e Terapeutas de SPA, é “no mínimo discriminatória”.

“Estamos em crer que, estas decisões tomadas no que diz respeito, ao funcionamento das Termas em Portugal, no contexto desta pandemia, têm sido um atestado de desconhecimento completo, daquilo que é praticado em contexto de balneário”, aponta a associação criada nas Taipas.

Para sustentar esta posição, a Associação de Balneoterapeutas e Terapeutas de SPA aponta que não há conhecimento da ocorrência de qualquer surto em balneários termais, o que é significado do cumprimento das normas em vigor e da segurança destes espaços.

“As águas minerais naturais, são consideradas pela OMS, um medicamento, logo a aplicação da mesma será considerada uma terapêutica de saúde. Privar os cidadãos do acesso a esta terapêutica parece-nos gravosa”, remata a Associação de Balneoterapeutas e Terapeutas de SPA.

Ao abrigo deste despacho, a Taipas Termal encontra-se encerrada, uma vez Guimarães está entre os concelhos de risco elevado de propagação da Covid-19.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #13