skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Tomás Ribeiro, promete Vitória SC “a fazer tudo” para vencer o Sporting

Redação
Desporto \ quarta-feira, dezembro 06, 2023
© Direitos reservados
Defesa central marcou nos últimos dois jogos, está com a veia goleadora apurada e aponta ao leão. Com o apoio dos adeptos tudo se torna mais fácil.

Um golo em cada um dos dois últimos jogos, frente ao Vilaverdense e frente ao Farense, a juntar ao tento que já tinha apontado frente ao Moncarapachense, fazem com que esta seja já uma das épocas mais concretizadoras de Tomás Ribeiro, reforço que chegou esta época a Guimarães.

O defesa central ganhou um lugar na equipa e promete uma Vitória SC “a fazer tudo para que os três pontos fiquem em casa” no próximo sábado na receção ao Sporting. Para ajudar, o central e 24 anos conta com o apoio dos adeptos, conforme vincou aos meios de comunicação do clube.

“No próximo jogo, contra o Sporting, vamos tentar ser iguais a nós próprios. Nós vamos entrar sempre para tentar vencer. É isto que o clube nos pede, é este o espírito do grupo e acho que no jogo contra o Porto demos uma boa amostra, fizemos uma excelente exibição. É isso que podemos prometer aos adeptos: entrar com tudo e fazer de tudo para que os três pontos fiquem em casa. Com o apoio dos adeptos tudo se torna mais fácil. É mais fácil se conseguirmos chamar o Inferno Branco, se tivermos um bom ambiente, se puxarmos todos para o mesmo lado desde o primeiro minuto até ao último. Sabemos que as coisas não nos vão correr sempre bem e que do outro lado vai estar uma equipa que é bastante competente”, disse.

Em relação ao seu momento, com três golos marcados, Tomás Ribeiro vinca que a vertente coletiva tem sido importante. “O fator mais importante para o meu desempenho individual é o grupo. Eu cheguei numa altura mais tardia da pré-época, demorei algum tempo para conhecer o grupo, ainda que a integração tenha sido perfeita, mas acho que é isso: conhecer o grupo e os jogadores. A comunicação sempre foi muito fácil. Uma das coisas mais difíceis na Suíça era precisamente a comunicação por causa da língua. Voltar a Portugal facilitou muito a comunicação dentro e fora de campo. As indicações do mister e fazer jogos consecutivos são fatores muito importantes, mas eu não tinha estes golos se não fosse pelos meus colegas. Acho que é mérito do coletivo”, atira.

PODE VER AS DECLARAÇÕES COMPLETAS NO VÍDEO

 

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73