skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
29 fevereiro 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Transformação Digital: Guimarães vence prémio nacional entre 50 projetos

Redação
Sociedade \ terça-feira, outubro 10, 2023
© Direitos reservados
“Portugal Smart Cities Summit – António Almeida Henriques” distingue projetos de digitalização organizacional e Guimarães destacou-se entre mais de meia centena de candidaturas.

Guimarães venceu o prémio nacional “Portugal Smart Cities Summit – António Almeida Henriques”, que foi entregue esta terça-feira a Paulo Lopes Silva, vereador municipal com o pelouro dos Sistemas Inteligentes e da Modernização Administrativa.

A cerimónia teve lugar na FIL – Parque das Nações, sendo que o prémio no qual Guimarães foi distinguida avalia a qualidade dos projetos de digitalização organizacional das autoridades locais capazes de promover uma maior eficiência dos processos internos e melhor serviço aos cidadãos e às empresas.

Para o vereador este prémio trata-se de “um testemunho do compromisso contínuo da Câmara Municipal de Guimarães em adotar tecnologias inovadoras para melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes e promover uma governança eficiente”.

A Fundação AIP institui em 2023, o Prémio “Portugal Smart Cities Summit – António Almeida Henriques”, visando homenagear a memória do Autarca, Empresário e Político, cuja inestimável dedicação, tanto contribuiu para a dinamização e consolidação da discussão das temáticas que envolvem o desenvolvimento de políticas e medidas para criação de Cidades mais Inclusivas e Felizes.

O Prémio António Almeida Henriques visa distinguir e premiar os diferentes projetos de ecossistemas de inovação e práticas inteligentes em Comunidades Intermunicipais, Municípios e Juntas de Freguesia, orientados para a implementação com sucesso de projetos sustentáveis, eficientes e pela criação de soluções de inteligência urbana, considerados nas várias categorias elegíveis para esta edição: Neutralidade carbónica; Mobilidade; Espaço Público; Turismo Inteligente; Saúde e Bem-Estar; e Transformação Digital.

A apreciação das candidaturas e projetos apresentados foi feita por um júri, presidido por Miguel de Castro Neto, Diretor da NOVA Information Management School (NOVA IMS), da Universidade Nova de Lisboa, e que compreende igualmente outras entidades/personalidades de reconhecido mérito na temática das Smart Cities.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #69