skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Música, teatro, dança: a tríade para agitar a noite de um sábado com mais

Redação
Cultura \ sábado, abril 29, 2023
© Direitos reservados
Além dos espetáculos entre o Vila Flor e a Ramada, com alusão a Santos Simões pelo meio, o autor que encarna Bruno Aleixo fala à tarde sobre liberdade. No domingo, há jazz e cinema.

Guimarães promete ferver no sábado à noite com espetáculos em simultâneo Couros fora, do Centro Cultural Vila Flor (CCVF) ao bar Ramada 1930, passando pelo Teatro Jordão. A propósito do Dia Mundial da Dança, celebrado a 29 de Abril, o CCVF apresenta, às 21h30, no Grande Auditório Francisca Abreu, Orpheu, uma performance que mistura dança e composição sonora eletrónica a partir do mito popularizado em Metamorfoses, por Ovídio, poeta romano que viveu nos séculos I a.C. e I d.C.

Com direção artística e coreografia de Pedro Ramos, texto de Miguel Castro Caldas e música de Paulo Maria Rodrigues, Orpheu flui entre dicotomias a partir das várias personagens ao longo de hora e meia. Interpretado por Tiago Barbosa, Sara Belo, Vitor Alves da Silva, Mara Morgado, Helena Vasconcelos, Fern Katz e Miguel Sobral (músico), o espetáculo tem um custo unitário de 10 euros ou de 7,5 euros com desconto.

A cerca de 200 metros, o Teatro Jordão é palco de mais um evento de “Abril com cantigas do Maio”, este ano centrado na figura de Santos Simões; antigo professor, político, interveniente cultural e dirigente associativo é precisamente uma das personagens de Uma previsão política, teatro com encenação de Miguel de Riba e José Dias, marcado para as 21h30. Interpretada por 17 atores, a peça do Teatro de Ensaio Raul Brandão viaja pelas lutas de Joaquim Santos Simões ao longo de 60 minutos, entre elas a da democracia, enquanto vigorava o Estado Novo.

Na outra ponta de Couros, o rock promete entranhar-se pela Ramada noite fora: bar que ocupa a antiga fábrica de curtumes, o Ramada 1930 acolhe a primeira edição do Chavalos de Corrida, evento organizado pela Gig.Rocks que reúne os bracarenses Jepards (22h00), os portuenses Sunflowers (23h00) e os Kings of the Beach, trio de Vigo que atua a partir da meia-noite. O DJ set de La Chica abre o evento no Oub’Lá, a partir das 18h00, e encerra-o no Ramada 1930, entre as 01h00 e as 02h00. O custo unitário dos bilhetes é de 8 euros.

No centro histórico entre muralhas, o Convívio abraça os sons do Brasil ao receber o conjunto Forró Raiz do Norte para uma aula, a partir das 21h30, e para um concerto, às 22h30.

À tarde, a partir das 15h00, a Sociedade Martins Sarmento acolhe uma conversa sobre liberdade de expressão, em que os protagonistas são o físico, professor universitário e divulgador de ciência Carlos Fiolhais e o humorista João Moreira, a voz de Bruno Aleixo, personagem que criou com Pedro Santo. Moderada por Liliana Costa, a iniciativa também integrada em “Abril com cantigas do Maio” promete explorar o tema desde “a censura que no passado atingiu a ciência e o humor até aos desafios lançados pelas novas formas de comunicação”.

Uma hora depois, o Centro para os Assuntos de Arte e Arquitetura recebe a conversa entre os artistas Pedro Bastos, Max Fernandes e Ludgero Almeida, no âmbito da exposição Pitar na Cangosteira, inaugurada a 18 de março e patente até 17 de maio naquele espaço.

 

Jazz inquieto e cinema vimaranense no serão de domingo

Numa cidade em que há exposições permanentes no Paço dos Duques de Bragança, no Museu Alberto Sampaio, no Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) e na Casa da Memória e outras temporárias, também no CIAJG, no Palacete Santiago – do Guimarães Project Room – ou na SMS, o domingo à noite promete agitar de novo a Avenida D. Afonso Henriques.

Como é hábito, o Cineclube de Guimarães volta a ocupar o CCVF, exibindo, a partir das 21h15, a curta-metragem Aos dezasseis, do vimaranense Carlos Lobo, e Kids, um filme de Larry Clark, de 1995, em que Nova Iorque é a protagonista enquanto cenário em que adolescentes consomem drogas indiscriminadamente e quase nunca praticam sexo seguro.

Às 21h30, o Teatro Jordão acolhe o Inquiet’Ensemble para o concerto “De não saber o que se espera…”. Integrado em Abril com cantigas do Maio, o espetáculo comemora também o Dia Internacional do Jazz, 30 de Abril, precisamente.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73