skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
01 dezembro 2021
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Um périplo para sabermos mais sobre a arquitetura religiosa de Guimarães

Redação
Cultura \ segunda-feira, novembro 22, 2021
© Direitos reservados
Arquitetura, talha e azulejaria religiosa da urbe vão ser o foco de uma atividade da Muralha com coordenação do professor e historiador António José Oliveira.

A Muralha, associação de Guimarães para a defesa do património, vai organizar no próximo sábado, dia 27,uma visita em torno da arquitetura, talha e azulejaria religiosa da urbe. 

O périplo, coordenado pelo professor e historiador António José Oliveira, aberto ao público, tem início às 10h00 e prolonga-se até às 12h30. Quem se inscrever vai poder saber mais acerca do retábulo em talha dourada, obra do entalhador vimaranense Pedro Coelho e o tecto de caixotões da Igreja de S. Dâmaso; a única capela vinculada à Colegiada que chegou aos nossos dias, "a capela tumular de S. Brás", no claustro do Museu de Alberto Sampaio -- em "estilo gótico, tem um arco quebrado à entrada e a cobertura em arcos ogivais"; e o antigo convento feminino da Ordem de São Francisco, o Convento da Madre de Deus, com a sua arquitetura religiosa, seiscentista e setecentista.

Esta "viagem" pelo património arquitetónico tem fim às 12h30 e conta com o apoio do Centro de Formação Francisco de Holanda, MAS e Centro Juvenil São José. 

A associação é criada em 1981 através de uma Comissão Instaladora de que faziam parte Joaquim Fernandes, Manuel António Martins da Silva, Margarida Maria Rebelo, Maria João Vasconcelos e Miguel Frazão.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #16