skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
15 agosto 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Uma Excentricidade criou um festival “para repetir” na margem do Rio Febras

Redação
Cultura \ sábado, julho 30, 2022
© Direitos reservados
O Parque de Lazer de Briteiros, junto ao Rio Febras, foi "outro palco"; o festival de rock foi "mais cultura". Rock in Rio Febras arrastou mais de um milhar de pessoas e já se pensa na próxima edição.

“Outros Palcos, Mais Cultura” é o lema do projeto Excentricidade, um veículo que pretende diversificar e ampliar a oferta cultural no concelho. Na sua descrição são apontados como objetivos “acrescentar novas camadas de significado cultural ao sedimentado, criar novas oportunidades para públicos e criadores, gerar mais patamares no desenvolvimento do cidadão enquanto ser cultural”.

No âmbito deste projeto, uma Excentricidade criou um festival de verão em São Salvador de Briteiros, na margem do Rio Febras. Com uma comunicação ousada, apontando como hora de encerramento a chegada da GNR, o Rock in Rio Febras “foi um sucesso” que arrastou entre um milhar e milhar e meio de aficionados do rock.

“Foi um sucesso. Tínhamos boas expetativas, mas nunca esperámos que corresse tão bem não só no número de pessoas que apareceu, que excedeu as melhores expetativas, como noutros fatores”, refere Vasco Marques, um dos organizadores do festival que foi organizado por várias entidades, como a União de Freguesias de Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia, a Casa do Povo de Guimarães, a Câmara Municipal de Guimarães, através do programa e o grupo informal Rock & Rojões.

Apesar de ainda estar fresco, não haverá na organização quem não pense na próxima edição, entro de um ano com “a mesma receita” e, quem sabe, até expandir o festival. A prioridade é manter o parque fluvial de São Salvador de Briteiros como “espaço de convívio entre as pessoas que fazem música na área”, voltado para um público à escala concelhia. “Poderia haver aqui uma expetativa de crescer, mas queremos manter sempre os pés no chão. Queremos mostrar o talento que as bandas têm, mas também que as pessoas desta comunidade vejam o que têm para mostrar”, acrescenta Vasco Marques.

O Excentricidade - Outros Palcos, Mais Cultura arrancou em 2015 e de lá para cá tem acrescentado freguesias ao leque de palcos. Este sexta-feira decorreu o espetáculo Verde Perto, em Moreira de Cónegos (Centro Pastoral Padre António Matos Fernandes Pereira), no âmbito de uma residência artística de março a julho, dinamizada pela Discos de Platão.

Antes disso, no dia 22 – sexta-feira – foi apresentada peça de teatro “Portugalidade”, mais um resultado de residência artística, dinamizada pela ETC Teatro, que teve lugar em Ronfe.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #33