skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Guimarães assegura 665 mil euros para usar satélites a gerir território

Redação
Política \ sexta-feira, setembro 22, 2023
© Direitos reservados
A Câmara Municipal garantiu o financiamento como parte dos 5,2 milhões atribuídos ao consórcio Space4Cities. Projeto destina-se, por exemplo, ao consumo energético ou à gestão de tráfego.

Enquanto parte do consórcio Space4Cities, Guimarães garantiu um financiamento de 665 mil euros para, a partir do sistema de satélites Galileo e Copernicus, criar serviços que “permitam monitorizar e analisar o desenvolvimento e planeamento urbano, identificar e responder a potenciais riscos ambientais, melhorar e otimizar a eficiência das infraestruturas urbanas e consumos energéticos, analisar e otimizar fluxos de tráfego”, informou a Câmara Municipal nesta sexta-feira.

O financiamento obtido ao abrigo do programa HORIZON-EUSPA-2022-SPACE para os próximos 42 meses visa “o desenvolvimento e integração de sistemas inteligentes com recurso a satélites para a gestão de espaços públicos, reafirmando o desígnio de impulsionar o setor e estabelecer a região como um polo de excelência na pesquisa e produção aeroespacial”, acrescenta a nota.

Para o vereador da Câmara Municipal para os sistemas inteligentes, o financiamento “reafirma o compromisso de Guimarães para com o desenvolvimento inteligente”, permitindo ao município “consolidar a sua posição como um centro dinâmico, empreendedor e inspirador de inovação”. “São mais de 650 mil euros para um projeto que conduzirá à criação de oportunidades para a investigação e desenvolvimento de novos modelos de negócio, levando ao possível desenvolvimento de um cluster aeroespacial assente nos pilares da Inovação, da Educação e da Ciência”, disse, citado pela autarquia.

O consórcio Space4Cities inclui ainda as cidades de Helsínquia (Finlândia), Toulouse (França), Amesterdão (Países Baixos) e Gent, na Bélgica, a região grega de Ática, que inclui a capital Atenas, e a associação Open & Agile Smart Cities, tendo assegurado um financiamento total de 5,2 milhões de euros.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73