skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
24 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Vitória: acionistas aprovam contas da SAD para 2022/23

Redação
Desporto \ quarta-feira, outubro 11, 2023
© Direitos reservados
Relatório e contas com lucro de 1,74 milhões de euros foi aprovado por maioria, assim como as entradas de Rui Rodrigues e Silvério Alves para o conselho de administração da SAD.

Os acionistas da SAD do Vitória reuniram-se, nesta terça-feira, em assembleia geral e aprovaram, por maioria, o relatório e contas da temporada 2022/23, assim como as entradas de Rui Rodrigues, até agora vice-presidente do Conselho Fiscal do clube, e de Silvério Alves, diretor das modalidades, para o conselho de administração da sociedade.

Reunidos no auditório do Estádio D. Afonso Henriques, os acionistas viabilizaram um documento com contas no verde, após o prejuízo de 13,7 milhões de euros em 2021/22. A receita com vendas e serviços prestados subiu dos 11,2 para os 13,2 milhões e o valor alcançado na rubrica “outros rendimentos e ganhos” quase duplicou, dos 12,1 para os 23,8 milhões.

Desse bolo de 23,8 milhões, 22,6 estão associados às transferências de Sacko, Abdul Mumin, Gui, André Almeida, Rochinha, Herculano Nabian e Bruno Duarte, no defeso de 2022, e de Ibrahima Bamba, Janvier e Anderson no final da temporada anterior.

Os gastos baixaram dos 27,8 para os 25,4 milhões de euros entre 2021/22 e 2022/23, devido à quebra dos gastos com pessoal, dos 19,6 para os 15,6 milhões. Já os fornecimentos e serviços externos subiram dos 5,8 para os 7,4 milhões, variação que o documento justifica com a presença na Liga Conferência Europa e os subsequentes estágios que não existiram na época 2021/22.

Na mesma sessão, os acionistas aprovaram as entradas de Rui Rodrigues, até agora vice-presidente do conselho fiscal do clube, e de Silvério Alves para o conselho de administração da SAD, acompanhando o presidente, António Miguel Cardoso, e os administradores Nuno Leite e José Eduardo Viamonte, também vice-presidentes do clube.

A situação dá-se depois de Nassef Sawiris e Wesley Edens, proprietários do fundo V Sports, terem sido eleitos para o conselho de administração na assembleia geral da SAD de 23 de maio e abandonado os cargos em 29 de junho, para se cumprirem as determinações da UEFA quanto à independência entre o Vitória e o Aston Villa, equipa da Premier League detida por esse mesmo fundo. O V Sports reduziu então a participação na SAD vitoriana para 29%, depois de ter adquirido 46% das ações por 5,5 milhões de euros, numa operação aprovada pelos sócios na assembleia geral de 03 de março.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73