skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
16 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Vitória SC reage ao alegado racismo: “Merece uma reflexão conjunta”

Redação
Desporto \ domingo, janeiro 08, 2023
© Direitos reservados
Clube dá conta que nenhuma entidade - árbitros, delegados, forças policiais ou equipas - se apercebeu do caso, lamentando a forma como o assunto foi tratado por alguns órgãos de comunicação social.

O Vitória SC emitiu este domingo um comunicado no qual sustenta que “a situação ocorrida ao minuto 66 do jogo entre Vitória SC e Rio Ave FC merece uma reflexão conjunta”. Boateng, jogador do Rio Ave, reportou ao árbitro do encontro que terá sido alvo de insultos de teor racista, pelo que o Vitória alerta que este é “um tema que não pode ser tratado com leviandade sob o risco de perder peso e importância na sociedade cada vez mais extremada em que vivemos”.

No comunicado o clube informa que “os alegados acontecimentos não foram percecionados pela equipa de arbitragem, pelas autoridades policiais, pelos delegados ao jogo, pelas equipas que disputaram o jogo ou pelo público”, factos que constarão, crê o Vitória SC, nos relatórios de cada uma das instâncias.

Desse modo, o Vitória SC não entende “a rapidez com que a comunicação social teceu juízos de facto deve ser repensada e mais cuidada, pois acaba por ser conivente com a banalização de comportamentos que não têm espaço na sociedade e no futebol”.

“Esta é uma causa pela qual todos devemos lutar para abolir”, diz o Vitória SC, pedindo que se apurem todos os factos antes de se “vaticinar um julgamento precipitado”. “Um assunto tão sério como este não pode ser tratado com a leviandade com que temos assistido por alguns órgãos de comunicação social, tendo muitos deles marcado presença no estádio, assim como os quase 10 mil adeptos que assistiram à partida, e que não se aperceberam de nada”, complementa o clube vimaranense.

“A luta contra o racismo é uma luta de todos e só com a assunção da responsabilidade do papel de cada interveniente no jogo, sejam jogadores, treinadores, árbitros, delegados, público ou comunicação social, é que podemos estar mais próximos de banir comportamentos abusivos no desporto que tanto amamos”, conclui o Vitória SC.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73