skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Voleibol: equipa feminina do Vitória naufraga em Matosinhos

Redação
Desporto \ quarta-feira, novembro 01, 2023
© Direitos reservados
Depois de um primeiro set equilibrado, perdido nos instantes finais, as jogadoras vitorianas raramente se encontraram e sofreram o primeiro desaire do campeonato, ante o Leixões, pela margem máxima.

A invencibilidade do Vitória na Liga Solverde terminou em Matosinhos após quase um mês de competição, num jogo em que a nau comandada por Hélder Andrade se viu encurralada pela superioridade do Leixões em todos os capítulos do jogo, tendo sido incapaz de chegar a bom porto. Após hora e meia de jogo, o Vitória perdeu por 3-0, com parciais de 25-23, 25-15 e 25-17.

Vitoriosa nas primeiras cinco jornadas do campeonato, a equipa de Guimarães visitava o pavilhão do Leixões, formação que ocupava o 10.º lugar após as cinco primeiro rondas – tinha um triunfo sobre o recém-promovido Fiães e quatro derrotas, três contra candidatas a lugares cimeiros – Sporting, Benfica e Porto Vólei – e uma outra com o Castêlo da Maia.

O favoritismo pertencia teoricamente ao Vitória, mas o primeiro set pautou-se pelo equilíbrio. As pupilas de Hélder Andrade não conseguiram vantagens superiores a dois pontos (13-11 e 14-12) e, no final, quando venciam por 22-21, concederam três pontos consecutivos que se revelaram cruciais para o desfecho favorável às leixonenses.

O pior, contudo, estava ainda para vir: a equipa vitoriana começou o segundo set a perder por 5-1, com Hélder Andrade a pedir um primeiro desconto de tempo, e viu o Leixões aumentar a diferença para 9-2, com o técnico vitoriano a pedir um segundo desconto. As jogadoras equipadas de negro raramente concluíram um side out à primeira tentativa, cometeram vários erros na receção, o que facilitou a tarefa vermelha e branca no bloco e na defesa, e apresentaram várias falhas de comunicação na hora de manter a jogada sustentada, consentindo pontos facilmente evitáveis ao conjunto adversário.

Incapaz de reduzir a diferença até ao final do segundo set, o Vitória reequilibrou a partida no arranque do terceiro parcial, mas nunca invertendo a maré do encontro. A partir da igualdade a seis pontos, o Leixões passou de novo para a dianteira do marcador e nunca mais a largou. As jogadoras comandadas por Hélder Andrade ficaram definitivamente arredadas da discussão do encontro quando o Leixões elevou a vantagem de 19-16 para 24-16, fechando as contas pouco depois.

Agora terceiro classificado, com 15 pontos, o Vitória regressa a casa no domingo, para receber o 14.º e último classificado Sporting de Espinho, sem qualquer ponto, a partir das 15h00.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73