skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
16 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Câmara Municipal: Ricardo Rodrigues é o novo Chefe para o Centro Histórico

Redação
Cultura \ segunda-feira, janeiro 24, 2022
© Direitos reservados
Coautor das requalificações promovidas em Couros e coordenador do plano de gestão para essa área candidata a Património Mundial, arquiteto ocupa função que estava vaga desde 2007.

O vazio de liderança na Divisão do Centro Histórico da Câmara Municipal de Guimarães chegou ao fim. Arquiteto dos quadros do município, Ricardo Rodrigues assume um cargo que estava vazio desde 2007. “Foi designado para o cargo, em comissão de serviço, pelo período de três anos, renovável por iguais períodos de tempo, a partir de 02 de dezembro de 2021 e por urgente conveniência de serviço - chefe da Divisão do Centro Histórico: Ricardo José Fernandes Rodrigues”, lê-se no aviso de 15 de dezembro, publicado em Diário da República na passada sexta-feira.

Licenciado em arquitetura, com pós-graduação em património e doutoramento em curso nessa mesma área do património, o técnico contribuiu para a requalificação da antiga fábrica de curtumes Âncora, agora o centro Ciência Viva de Guimarães e ainda para o melhoramento dos espaços públicos de Couros, na antecâmara da Capital Europeia da Cultura de 2012.

Ricardo Rodrigues continuou envolvido com a antiga área fabril da cidade, assumindo-se como responsável técnico pelo Gabinete de Couros.Sítios Patrimoniais até 2021, como coordenador técnico da candidatura da extensão do título de Património Mundial da UNESCO a Couros e ainda como redator e coordenador do plano de gestão para o centro histórico entre 2021 e 2026.

Também autor da reconversão da sede da Vitrus, numa das casas do triângulo urbanístico projetado por José Luís de Pina, a leste do Centro Histórico, e da requalificação da Alameda Rosas Guimarães e da rua Joaquim Ferreira Monteiro, nas Taipas, o arquiteto já “representou a Câmara Municipal de Guimarães em diversas redes de cidades e parcerias institucionais”.

Segundo o aviso assinado pelo vereador municipal para a Cultura, Paulo Lopes Silva, o novo Chefe da Divisão do Centro Histórico participou em vários “seminários, conferências, aulas universitárias e encontros técnicos, no “âmbito da divulgação da reabilitação arquitetónica e urbana, a nível nacional e internacional”.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73