skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
20 outubro 2021
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Câmara recebe 31,6 milhões e freguesias 3,4 milhões do Orçamento do Estado

Redação
Política \ terça-feira, outubro 12, 2021
© Direitos reservados
O Governo apresentou o Orçamento para 2022 nesta quarta-feira de manhã. Município arrecada segundo valor mais elevado no distrito. A verba mais elevada entre as 48 freguesias coube à união da cidade.

A Câmara Municipal de Guimarães vai receber 31,6 milhões de euros ao abrigo do Orçamento do Estado para 2022, apresentado nesta quarta-feira pelo Ministro das Finanças, João Leão. A informação consta do mapa relativo às transferências para os municípios, disponível no portal da Direção-Geral do Orçamento. A verba supera em 9% a transferência de 2021, cifrada em 29 milhões.

Dos 1,93 mil milhões transferidos para os 308 concelhos do país, 216,1 milhões estão reservados para o distrito de Braga – 11,2% do valor total. A verba reservada para Guimarães é a segunda mais elevada entre os 14 municípios do distrito, depois de Barcelos, que arrecada 33,6 milhões de euros. Ainda no Quadrilátero Urbano, Vila Nova de Famalicão recebe 26,7 milhões de euros e Braga 25,5.

 

Centro Histórico, Azurém, Creixomil e União de Airão e Vermil com mais de 100 mil euros

Já as transferências para as 48 freguesias de Guimarães ascendem aos 3,4 milhões de euros, informa o mapa das transferências; cada autarquia recebe assim um valor médio de 71 mil euros. A União de Freguesias de Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião recebe quase 124 mil euros, a maior verba entre todas.

De seguida, aparecem as duas freguesias mais populosas de Guimarães, Creixomil e Azurém. O território que alberga o campus da Universidade do Minho recebe quase 114 mil euros, enquanto a freguesia onde está implantado o Hospital Senhora da Oliveira amealha 107 mil euros.

A outra autarquia na casa das centenas de milhares de euros está a oeste de Guimarães: a União de Freguesias de Airão Santa Maria, Airão São João e Vermil recebe 105 mil euros. A União de Freguesias de Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar (98 mil euros) e a União de Freguesias de Leitões, Oleiros e Figueiredo (97 mil euros) aproximam-se dessa fasquia.

Na outra extremidade da distribuição dos valores, Aldão recebe a menor quantia (39.531 euros). Pinheiro e Santa Eufémia de Prazins recebem, cada uma, 40.503 euros e Pencelo amealha 41.243 euros.

 

Distribuição das verbas pelas freguesias - ordenadas por quantia

UF Oliveira, São Paio e São Sebastião - € 123 831

Azurém - € 113 831

Creixomil - € 107 382

UF Airão Santa Maria, Airão São João e Vermil - € 105 382

UF Souto Santa Maria, Souto São Salvador e Gondomar - € 98 402

UF Leitões, Oleiros e Figueiredo - € 97 993

UF Sande Vila Nova e Sande São Clemente - € 89 002

Selho (São Jorge) - € 85 869

Ponte - € 85 699

UF Abação e Gémeos - € 84 553

Moreira de Cónegos - € 84 045

UF Atães e Rendufe - € 83 365

Urgezes - € 80 727

Brito - € 79 313

UF Tabuadelo e São Faustino - € 78 489

Lordelo - € 76 750

Fermentões - € 75 135

UF Serzedo e Calvos - € 75 094

UF Arosa e Castelões - € 74 488

UF Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia - € 74 443

Caldelas - € 74 204

UF Briteiros Santo Estêvão e Donim - € 73 800

Ronfe - € 73 115

UF Candoso São Tiago e Mascotelos - € 72 788

UF Conde e Gandarela - € 72 567

UF Sande São Lourenço e Balazar - € 72 486

UF Selho São Lourenço e Gominhães - € 71 671

Serzedelo - € 68 749

Mesão Frio - € 68 738

Costa - € 68 141

São Torcato - € 66 744

Polvoreira - € 64 939

UF Prazins Santo Tirso e Corvite - € 63 880

Nespereira - € 58 299

Sande (São Martinho) - € 56 975

Silvares - € 55 820

Guardizela - € 54 869

Gondar - € 53 445

Infantas - € 49 888

Selho (São Cristóvão) - € 49 451

Longos - € 48 694

Gonça - € 45 971

Candoso (São Martinho) - € 44 942

Barco - € 43 689

Pencelo - € 41 243

Pinheiro - € 40 503

Prazins (Santa Eufémia) - € 40 503

Aldão - € 39 531

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #13