skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Com inauguração das obras no domingo, Sabroso está pronto para visitas

Redação
Cultura \ segunda-feira, junho 19, 2023
© Direitos reservados
Dotado de sinalética e de uma ponte entre a segunda muralha e o fosso exterior para fins de preservação, o núcleo castrejo que é Monumento Nacional está requalificado após ano e meio de obras.

Depois de vários anos infestado por mimosas, o Castro de Sabroso está agora em condições de “ser visitado com as condições fundamentais à sua fruição e interpretação”, após uma requalificação iniciada em janeiro de 2022, que já está concluída. Na sequência dessa intervenção, a Câmara Municipal de Guimarães, proprietária daquele núcleo castrejo em São Lourenço de Sande, povoado entre as III a. C. e I a. C., promove uma inauguração no domingo, a partir das 10h00, no âmbito das comemorações do 24 de Junho, Dia Um de Portugal.

“Na ocasião será feita uma visita acompanhada, explicando os procedimentos seguidos para proteção e conservação dos vestígios, bem como para a sinalética de visita implementada”, informa a Sociedade Martins Sarmento, instituição que supervisiona o castro, classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Nessa obra de 218.539,38 euros, financiada pela Câmara, com o apoio da União Europeia, através do FEDER, no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, Norte2020, a Era Arqueologia, empresa responsável pelos trabalhos, vedou os três hectares daquela área arqueológica removeu a vegetação das ruínas, avançou para operações de restauro e conservação recorrendo a soluções químicas e interveio, por fim, em pontos da muralha que arriscavam ruir. Instalou também uma ponte de madeira entre a segunda muralha e o fosso exterior para assegurar a preservação das ruínas nessa área; assim, será possível uma visita integral ao Castro de Sabroso sem pisar qualquer das suas construções.

A obra materializou uma proposta de requalificação elaborada e apresentada pela Sociedade Martins Sarmento (SMS) à Câmara Municipal em 2013 e que teve luz verde em 2017, mediante o Orçamento Participativo desse ano, após a proposta do cidadão Carlos Marques garantir os votos suficientes para ser eleita.  

 

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73