skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 maio 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Centro de Computação Gráfica vê utilidade pública declarada por 10 anos

Tiago Mendes Dias
Ciência & Tecnologia \ sexta-feira, janeiro 07, 2022
© Direitos reservados
A partir de áreas como os sistemas de informação e a inteligência artificial, a entidade sediada no campus de Azurém da Universidade do Minho elabora projetos para áreas como mobilidade e saúde.

O Centro de Computação Gráfica (CCG) assegurou o estatuto de utilidade pública por um prazo de 10 anos na sequência das “relevantes e meritórias atividades de interesse geral nos domínios científicos e tecnológicos” que desenvolve a partir das suas instalações, no campus de Azurém da Universidade do Minho, refere o despacho assinado pelo secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, André Caldas, e publicado em Diário da República na quarta-feira.

Segundo o documento, a entidade ligada à “investigação e desenvolvimento” concebe produtos e presta serviços referentes “à computação gráfica, às tecnologias da informação, à comunicação e eletrónica e das suas aplicações”, participando ainda em ações de formação e de desenvolvimento de novas tecnologias em países africanos e latino-americanos.

Fundado em 1993, o CCG apresenta projetos baseados em engenharia dos sistemas de informação e em processos de inteligência artificial, como o machine learning. As aplicações são várias desde a mobilidade até à saúde e ao turismo.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #28