skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Concerto e visitas musicais: celebra-se o Órgão Histórico da Oliveira

Redação
Cultura \ terça-feira, novembro 21, 2023
© Direitos reservados
Uma década após o restauro, volta a celebrar-se o maior órgão histórico do norte de Portugal. De 2 a 7 de dezembro há concertos, visitas e outras iniciativas na IV Jornada.

A melodia vai ressoar dos tubos do grande Órgão Histórico da Colegiada de Guimarães, no Largo da Oliveira, com a realização das IV Jornadas do Grande Órgão Histórico 2023, em que se comemora o décimo aniversário do restauro deste património cultural vimaranense.

De 2 a 7 de dezembro há várias iniciativas programadas de forma a assinalar a efeméride, uma década após o restauro que permitiu que o maior órgão histórico do norte de Portugal, que possuiu:2 teclados de 54 teclas capeadas a bucho; 4 pedais de reduções; 3 secções sonoras: Grande Órgão + Realejo + Órgão de Ecos; 51 meios-registos (diferentes sonoridades); para acionar um total de 2.229 tubos de diferentes formatos e materiais; destes 270 são trombetas (ressoadores de palheta).

O organista convidado desta edição é António Mota, Doutorado em Música pela Universidade de Aveiro e licenciado em Órgão pela Escola Superior de Música de Lisboa, destacando-se os seguintes momentos na programação:

- Concerto: De Bach a Langlais - Três séculos de Música - com 2 récitas: sábado, dia 2, às 21h30 e domingo dia 3, às 16h30;

- Visitas Musicais: visitas guiadas de descoberta do património musical da Colegiada de Guimarães: 2 a 7 Dezembro, 11h e 15h;

- Celebrações litúrgicas Solenes de Nossa Senhora: Eucaristia Solenizada cantada com a comunidade paroquial, na Solenidade de Nossa Senhora da Conceição: 7 de dezembro, 19h; 8 dezembro, 12h e 19h.

A IV edição deste Festival é organizada em parceria entre a Paróquia da Oliveira e o Museu de Alberto Sampaio, contando com um patrocínio do Município de Guimarães. Recorde-se que a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, templo do século XV classificado Monumento Nacional, inclui no seu património integrado o grande órgão histórico, obra do organeiro vimaranense Luís António de Carvalho (1766-1839).

Artigos relacionados

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73