skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
19 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Vamos ver filmes no Jordão: Cineclube com GUIdance, Óscares e Song Kang-ho

Pedro C. Esteves
Cultura \ segunda-feira, janeiro 30, 2023
© Direitos reservados
Cineclube de Guimarães apresenta "ementa" de fevereiro com os mais recentes filmes de Steven Spielberg, Hirokazu Koreeda e Damien Chazelle. O mês começa no Teatro Jordão, numa parceria com o GUIdance.

Guimarães é um corpo que dança em fevereiro. O GUIdance entra pela cidade e vamos poder ver performances, mas também filmes. O Cineclube mostra dois no Teatro Jordão, inseridos no programa de atividades paralelas do festival de dança. Depois, volta ao habitat mais natural -- o Centro Cultural Vila Flor -- para sete mostras: entre elas, os mais recentes de Steven Spielberg e Hirokazu Koreeda.

O mês começa com a mostra de "All that Jazz", vencedor da Palma de Ouro, em Cannes. Retrata, em modo de semi-autobiográfico, a vida do coreógrafo Bob Fosse, cuja vida acelerada pelas drogas e o álcool entroncam no processo de produção de um espetáculo da Broadway. Roy Scheider é protagonista neste filme que "impulsionou o género musical para profundidades pessoais e alturas estéticas virtuosas", escreve a Criterion. É para ver domingo, dia 05, pelas 21h15. À mesma hora, dois dias depois, é a vez de o escopo se cingir a Portugal. "Um Corpo que Dança", documentário de Marco Martins, "caminha a par do desenvolvimento da dança em Portugal e da história política, económica e sociocultural do país." É também a história de um país em transformação, que se liberta do fascismo, e de uma sociedade em mudança que se abre ao mundo exterior.

No regresso ao Centro Cultural Vila Flor, o destaque vai para o retrato de uma infância americana, por Steven Spielberg. O filme nomeado para sete Óscares -- e que pode valer o quarto galardão para o realizador norte-americano -- é exibido no Grande Auditório Francisca Abreu em 19 de fevereiro. O Cineclube promove também o mais recente de Hirokazu Koreeda. Em "Broker - Intermediários", o japonês que venceu a Palma de Ouro com Shoplifters - Uma Família de Pequenos Ladrões chama o sul-coreano Song Kang-ho (Parasitas, Memórias de um Assassino, Snowpiercer) para uma história que tem como ponto de partida um negócio de tráfico de bebés abandonados.

O mês não acaba sem a incursão de Damien Chazelle pelos anos 20 de Hollywood. Nomeado para três estatuetas, Babylon fecha a programação de fevereiro no dia 26. Há ainda para ver "Ennio, o Maestro", de Guiseppe Tornatore (14 fevereiro), sobre a vida do compositor Ennio Morricone; "O Trio em Mi Bemol", de Rita Azevedo Gomes (16 fevereiro) e a tradicional proposta para os mais novos: este mês, é a história do "Incrível Maurice" a colorir o auditório no dia 25.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73