skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
19 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Escultura de José de Guimarães na Universidade do Minho vandalizada

Tiago Mendes Dias
Sociedade \ quinta-feira, novembro 04, 2021
© Direitos reservados
Implantada nos jardins do campus de Azurém, O devorador de automóveis, obra do reconhecido artista plástico vimaranense, apareceu nesta manhã com pichagens.

A escultura O devorador de automóveis apareceu vandalizada na manhã desta quinta-feira; a obra de arte de José de Guimarães, localizada no campus de Azurém da Universidade do Minho (UMinho), apresenta pichagens.

Nascido em Guimarães em 1939, o artista plástico residente em Lisboa e reconhecido a nível mundial pelo seu trabalho, repleto de diálogos interculturais, criou O devorador de automóveis em 1991 para assinalar a instalação da universidade na cidade-berço.

É uma “escultura moderna e contemporânea” na ligação entre a nave principal do campus de Azurém e o Castelo de Guimarães, que alude, em simultâneo, à abundância de Ferraris que se via então pelo território. “Na altura, Guimarães era a terra dos Ferraris. Estavam por todo o lado. Então, pus simbolicamente um personagem a devorar os Ferraris”, disse, na entrevista concedida ao Jornal de Guimarães em abril.

O centro de artes de Guimarães, inaugurado em 2012 com o seu nome, alberga algumas das suas coleções de arte antiga chinesa, arte tribal africana e arte da América pré-colombiana em exposição permanente.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73