skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 julho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Faça-se luz: pelo Parque da Cidade adentro em busca dos "seres da noite"

Pedro C. Esteves
Ambiente \ sexta-feira, maio 21, 2021
© Direitos reservados
Iniciativa do Laboratório da Paisagem assinala o Dia Mundial da Biodiversidade. Aficionados pela natureza têm esta noite uma oportunidade de desvendar o que a noite esconde.

Esta sexta-feira à noite, por volta das 21h00, um conjunto de entusiastas pela natureza vai entrar Parque da Cidade adentro para documentar os "seres da noite” que lá habitam. E não se estranhe que, por vezes, uma luz ultravioleta lampeje para atrair insetos que se escondem na escuridão. Faz parte do programa.

E o que vai levar estas pessoas a aventurarem-se pelo arvoredo? Uma iniciativa do Laboratório da Paisagem para assinalar o Dia Mundial da Biodiversidade. “Trata-se de um bioblitz, uma atividade em que se pretende encontrar e identificar o maior número de seres vivos numa determinada área e num curto espaço de tempo”, enquadra a ecóloga Ana Pinheira.

Munidos com calçado confortável e roupa adequada – o tempo parece querer ajudar –, os participantes vão poder ver de perto (e fotografar) seres que se escondem no escuro e que, por isso, “não são tão fotografados”. “Vamos encontrar mais os insetos noturnos, como traças ou borboletas noturnas e tentar encontrar alguns anfíbios”, pontua Ana Pinheira, que vai estar no terreno. Também há aves, mas serão “mais difíceis de encontrar”.

Para além de fomentar o interesse pela biodiversidade que nos rodeia, a atividade é também uma oportunidade para o Laboratório da Paisagem voltar a contactar de perto com a comunidade. O ano atípico provocado pela pandemia atirou os aficionados pela natureza para confinamentos sucessivos e o desconfinamento para estes eventos tem sido feito aos poucos. Exemplos? As atividades desenvolvidas ao abrigo do desafio mundial City Nature Challenge, em final de abril, no qual Guimarães foi a única cidade portuguesa representada. Foram adicionadas 31 novas espécies de fauna e flora à base de dados de da biodiversidade de Guimarães, que já contempla cerca de 350 diferentes espécies.

Esta noite o objetivo é procurar espécies que possam ser catalogadas: “Tudo o que encontramos, é fotografado”. Este será o primeiro bioblitz noturno no Parque da Cidade organizado pelo Laboratório da Paisagem. Mas as comemorações do Dia Mundial da Biodiversidade estendem-se até este sábado.

No dia 22, serão lançados vários desafios nas redes sociais e um concurso para “encontrar e fotografar três espécies autóctones de fauna”. “Os participantes terão de encontrar o peto-verde ou pica-paus (Picus viridis ou Dendrocopos major ou minor), pirilampos (Lampyridae) ou o lucanídeos (Lucanus sp.)”, explica a organização. As fotografias têm obrigatoriamente de ser originais e devem ser enviadas com a respetiva data de avistamento e localização até ao dia 25 de maio para o e-mail geral@labpaisagem.pt.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73