skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
22 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Morreu Fernando Conceição. Associação Muralha lembra o seu fundador

Redação
Sociedade \ quarta-feira, abril 17, 2024
© Direitos reservados
Reitor do Liceu de Guimarães, deputado na Assembleia da República e defensor do património: Fernando Conceição foi muita coisa numa vida com 100 anos. Muralha enaltece “amigo de sempre e para sempre”.

Antigo reitor do Liceu Nacional de Guimarães e deputado à Assembleia da República, Fernando Conceição morreu aos 100 anos, prestes a completar 101. Fundou também a Muralha, associação de Guimarães para a defesa do património que exprimiu esta quarta‐feira uma nota de pesar.

“A Muralha, associação de Guimarães para a defesa do Património, vem através da presente nota de pesar, dar público conhecimento da sua consternação pela morte de Fernando Dias de Carvalho Conceição, um amigo de sempre e para sempre”, refere o breve texto publicado nas redes sociais.

Presidente do conselho diretivo da associação entre 2009 e 2010 e ainda presidente da assembleia geral durante quatro mandatos, Fernando Conceição organizou várias visitas guiadas e “escreveu um conjunto valioso de textos para a instituição”, muitos deles incluídos na publicação “Fernando Conceição e a Muralha”, editada em 11 de abril de 2023, uma “pública e justa homenagem”.

“Resta-nos endereçar aos familiares, em especial a Manuela Alcântara, outra figura central da Muralha [historiadora e antiga diretora do Paço dos Duques], os nossos pêsames e honrar a exemplar memória que em todos deixa”, conclui a nota.

Nascido em 18 de abril de 2023, em Braga, Fernando Conceição licenciou‐se em Lisboa e deu aulas em Bragança antes de rumar a Guimarães. Eleito deputado pelo PSD durante a governação de Cavaco Silva, contribuiu para a criação da Lei de Bases da Educação.

O velório realiza-se a partir das 18h30, na Igreja de São Francisco, e as cerimónias fúnebres na quinta‐feira, às 16h00. 

 

Fernando Conceição © Museu de Alberto Sampaio

Fernando Conceição © Museu de Alberto Sampaio

 

Pesar no tecido político e cultural vimaranense

A Câmara Municipal de Guimarães também expressou condolências pela morte de uma figura que assumiu ainda os cargos de vereador da cultura da Câmara Municipal de Guimarães, em 1968, de vogal da Assembleia Municipal de Guimarães (1982), de vogal da Comissão Permanente do PSD de Braga (1983-1985), tendo ainda contribuído para a criação da Universidade do Autodidata e da Terceira Idade (UNAGUI).

"Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, expressa o seu pesar pelo falecimento de Fernando Dias de Carvalho Conceição, endereçando a toda a sua família e amigos as mais sentidas condolências", adianta a nota de pesar de Fernando Conceição, homem que integrou ainda os órgãos sociais de instituições como a Sociedade Martins Sarmento, o Hospital Senhora da Oliveira e o Vitória SC.

Também a Comissão Política Concelhia do PSD expressou "o seu pesar e consternação" pelo sucedido, bem como a gratidão por "uma vida de dedicação incondicional ao serviço do bem comum". "Lamento com profunda tristeza o falecimento de uma ilustre personalidade com quem tivemos o privilégio de privar e aprender, sendo para muitos fonte de inspiração e credor de amplo reconhecimento, carinho e respeito", frisa a nota. 

Fernando Conceição também foi lembrado pelo Museu de Alberto Sampaio, equipamento cultural que foi dirigido pela sua esposa, Manuela Alcântara, entre 1993 e 1999, e pelo Arquivo Municipal Alfredo Pimenta.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73