skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
22 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Travel Fest volta ao berço para pensar o “turismo de base comunitária”

Tiago Mendes Dias
Cultura \ terça-feira, abril 16, 2024
© Direitos reservados
Após o salto qualitativo com terceira edição no Teatro Jordão, iniciativa da ABVP mantém o palco para receber 10 viajantes com histórias de inúmeros lugares, escritas ou filmadas, mas sempre vividas.

A 23 e 24 de setembro de 2023, o Teatro Jordão acolheu 220 pessoas para a terceira edição do Travel Fest da Associação de Bloggers de Viagens Portugueses (ABVP). No final desse evento que reuniu viajantes como o dinamarquês Thor, primeiro humano a conhecer os 203 países do mundo sem recurso ao avião, a organização causou suspense ao anunciar as datas da edição seguinte e a cidade anfitriã; assim que começa o vídeo, sucedem‐se vertiginosos os planos do centro histórico de Guimarães, captados pelo drone de Artur Carvalho, outros dos convidados.

“Anunciámos que seria novamente em Guimarães, em 11 e 12 de maio. Das 220 pessoas a assistir, 137 pessoas compraram bilhete na hora”, realçou o presidente da ABVP, Filipe Morato Gomes, durante a apresentação do cartaz que se segue. Perante o “salto qualitativo” de 2023, após uma primeira edição no Porto e uma segunda em Matosinhos, e o entusiasmo que viram na Câmara Municipal de Guimarães,  a associação decidiu manter na cidade‐berço um evento que, no ano passado, refletiu sobre a sustentabilidade no turismo e, neste ano, se debruça sobre o “turismo de base comunitária” ou como “as viagens têm poder para melhorar locais”; alguns desses casos são os de Cris Marques, viajante brasileira responsável pelo blogue “Raízes do mundo”, ou do vimaranense Vítor da Silva, o Ethnopoet, que reparte o seu tempo entre os Himalaias e a Amazónia a viver e estudar as civilizações locais.

Para a quarta edição do ABVP Travel Fest, a direção procurou encontrar aqueles que considera os melhores autores de viagens no respetivo meio: como videógrafo, como escritor, como fotógrafo, como apresentador para vídeo, como aventureiro ou aventureira, neste caso. A aventureira britânica Phoebe Smith, com histórias da Gronelândia à Patagónia, é outra das convidadas, assim como a ativista sócio‐ambiental Shivya Nath, responsável pelo trabalho em várias comunidades da Índia, os espanhóis Joan Torres, explorador de lugares menos reconhecidos das viagens, no Iraque ou no Haiti, e Vicente Fraga, fotógrafo que se aproxima do registo documental no interior profundo do país vizinho, Galiza sobretudo.

Fascinado pelo Madagáscar, Bernardo Conde é um dos representantes portugueses, assim como a escritora Raquel Ochoa, num evento em que os dois nomes com maior projeção nas redes sociais são o videógrafo norte‐americano Brandon Li, “mestre da arte da improvisação”, e a polaca Eva Zu Beck, contadora de histórias em vídeo, sobre a Mongólia ou sobre o Ártico, descreve Filipe Morato Gomes.

O presidente da ABVP realçou ainda que “os melhores do mundo” nos testemunhos de viagens não marcam presença no evento “por carolice”, tendo enaltecido o apoio e a visão da Câmara Municipal quanto ao evento, enquanto o vice‐presidente da associação, o vimaranense Rui Batista, lembrou o índice de satisfação dos participantes da edição anterior, para justificar a permanência em Guimarães de um evento antes itinerante. “Convidámos todos a avaliar a pertinência dos temas, a qualidade dos oradores, as instalações, a cidade. Obtivemos uma avaliação de 9,67 em 10. Isso demonstra o índice de satisfação”, realçou.

O viajante e blogger convidou ainda os jovens (e menos jovens) vimaranenses a marcarem presença no ABVP Travel Fest para assistirem a “exemplos fantásticos de vida”, com “capacidade transformadora”. Os bilhetes para o evento custam 40 euros, mas os habitantes de Guimarães podem, até ao final de abril, adquirir um ingresso por 25 euros, mediante o uso do código “Vimaranense” no site da ABVP.

 

 

Visitas gratuitas a Guimarães e périplos pela região

Além dos testemunhos reservados para sábado e domingo, perspetiva‐se uma ronda de visitas guiadas gratuitas pelo centro histórico de Guimarães na sexta‐feira: o itinerário contempla o Castelo de Guimarães, o Paço dos Duques de Bragança, o Museu de Alberto Sampaio, a Sociedade Martins Sarmento, o núcleo museológico de Santo António dos Capuchos, o Museu da Cultura Castreja e a Citânia de Briteiros, bem como viagens de teleférico entre Guimarães e Penha, revelou o vereador municipal para a cultura e turismo, Paulo Lopes Silva.

O fim de semana contempla ainda descontos no usufruto das termas de Caldas das Taipas e no aluguer de bicicletas da empresa Get Green, antes de, na segunda‐feira, se realizar uma Blog Trip apenas destinada aos oradores, com passagens pelo Centro Internacional das Artes José de Guimarães e Casa da Memória, Couros, provas de vinhos e alojamento numa unidade da Penha.

Em representação da Associação de Turismo Porto e Norte, Susana Ribeiro vincou que o ABVP Travel Fest é mais uma oportunidade para “projetar o Norte como destino turístico internacional”, neste caso a partir de Guimarães.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73