skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
02 fevereiro 2023
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

As datas que 2023 guarda (para nós)

Vítor Oliveira
Opinião \ sábado, janeiro 21, 2023
© Direitos reservados
Saiba o que vai acontecer em Guimarães este ano. Por cá... e não só!

Em 2023, completam-se 170 anos que Guimarães foi elevada ao estatuto de cidade. A 22 de junho de 1853, a rainha D. Maria II atribuía-nos esse título, depois de se ter rendido aos encantos e simpatia dos vimaranenses na sequência de uma visita da Corte Real ao Norte de Portugal. Quis retribuir e agradeceu com a homologação do diploma.

100 anos depois, Guimarães assinalava a efeméride, no Toural, com a colocação da Fonte Centenário da Elevação de Guimarães a Cidade, também conhecida por Estátua da Vitória, construída para assinalar o centenário da elevação de vila à categoria de cidade e os mil anos das festas de Guimarães.

Em 2011, a fonte, da autoria do artista vimaranense e professor da Escola de Belas Artes do Porto, arquiteto José António Sequeira Braga, foi transferida para a Alameda Alfredo Pimenta, junto à Escola Francisco da Holanda, onde se encontra atualmente. A Escultura da Vitória, que ornamenta a fonte, tem a assinatura de Eduardo Tavares.

Neste ano de 2023, há uma data especial a celebrar: o Centenário do Nascimento de Santos Simões! Será a 12 de agosto de 2023. Joaquim António Santos Simões veio para Guimarães para ocupar um lugar de professor de matemática na antiga Escola Industrial e Comercial de Guimarães, atual Escola Secundária Francisco de Holanda.

Conquistou a Liberdade de pensar com a própria cabeça, tendo sido mentor de uma profunda mudança da atividade cultural vimaranense, em outubro de 1957. Mais recentemente, foi Presidente da Sociedade Martins Sarmento, uma das mais prestigiadas instituições culturais de Guimarães. Já no próximo ano, em 2024, a 23 de junho, completam-se 20 anos da morte de Santos Simões.

Em 2023, há outras datas a reter. O Colégio de Vila Pouca, como é conhecido pelos vimaranenses, “vive” os seus 90 anos de presença do Instituto do Sagrado Coração de Maria em Guimarães. A 22 de março deste ano, é a vez do Rotary Clube de Guimarães comemorar o seu 75º aniversário, enquanto na mesma freguesia, na Costa, o Agrupamento 199 do Corpo Nacional de Escutas (CNE) e o Agrupamento 87, de Barco, assinalam os seus 60 anos em 2023. Mascotelos, Selho S. Jorge, Creixomil, S. Paio de Vizela e Sande Vila Nova celebram 45 anos, ao passo que o Agrupamento CNE da Senhora da Conceição completa 40 anos e Serzedo comemorará o seu 35º aniversário neste ano em curso.

Pelo verão, a 01 de junho, completar-se-ão 60 anos que Guimarães deu início à sua rede de Transportes Coletivos Urbanos, serviço inaugurado durante o mandato de José Maria de Castro Ferreira, então Presidente do Município. O início da concessão, entregue primeiramente à empresa “João Carlos Soares & Filhos Lda.”, provocou um entusiasmo de tal ordem que, à época dos factos, muitos vimaranenses, a título individual, enviaram cartas de agradecimento às diferentes entidades envolvidas no processo.

Antes disso, a 20 de abril de 2023, o Partido Socialista português celebra meio século de existência. Um dia antes, a 19 de abril, completam-se 25 anos que faleceu a vimaranense Virgínia Moura, a primeira mulher a formar-se em engenharia em Portugal. Distinguida com a Ordem da Liberdade e com a Medalha de Honra da Câmara do Porto, empresta o seu nome ao Agrupamento de Escolas de Moreira de Cónegos. Nasceu em S. Martinho do Conde, em julho de 1915, sendo reconhecida pela sua corajosa atividade política contra o regime fascista, facto que a levou, em 1949, à primeira prisão – o que, até ao 25 de abril, viria a repetir-se 15 vezes!

No desporto, as principais efemérides são assinaladas em novembro, mês em que o Clube Caçadores das Taipas completa 100 anos. Será a 23 de novembro, data da sua fundação! Logo no início do mês, no dia 1, é o Moreirense a apagar 85 velas num ano em que o Voleibol do Vitória completa o seu 15º aniversário da conquista do seu primeiro título de Campeão Nacional. Em 2023, passam também 10 anos que Guimarães foi Cidade Europeia do Desporto, estatuto alcançado em 2013 e que lhe valeu o título de melhor organização do evento europeu.

Lá por fora, também se evocam efemérides com números redondos. Neste mês de janeiro, completam-se 50 anos da celebração do Acordo de Paris, que colocou fim à Guerra do Vietname (1973), um conflito armado que ocorreu durante a Guerra Fria. De um lado, estava o Vietname do Sul, apoiado pelos Estados Unidos; do outro lado, emergia o Vietname do Norte, apoiado pela então União Soviética.

A 8 de abril, assinalam-se os 50 anos da morte do pintor espanhol Pablo Picasso (1973), considerado um dos maiores artistas do século XX. Também há 50 anos, a 11 de setembro de 1973, ocorria o golpe de Estado que deu início à ditadura chilena, após derrube do regime democrático constitucional. A meio deste ano, a 5 de junho, passam 300 anos do nascimento de Adam Smith (1723), o pai da Economia Moderna que se consolidou como o maior teórico do liberalismo económico.

2023 é, pois, um ano para celebrar!

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #43