skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Hugo Ribeiro deixa vice-presidência no PSD após lista sem Coelho Lima

Redação
Política \ sábado, dezembro 23, 2023
© Direitos reservados
Vereador deixa cargo na concelhia face às sugestões de candidatos a deputados nas Legislativas de 10 de março. Vinca que Coelho Lima tem dimensão nacional e que foco de Ricardo Araújo deve ser Câmara.

Hugo Ribeiro deixou de ser o vice-presidente da Comissão Política Concelhia do PSD em Guimarães, após comunicar, na quinta-feira, a decisão de se afastar do cargo com “efeitos imediatos” ao presidente da concelhia, Ricardo Araújo, e à presidente da Mesa do Plenário, Conceição Marques.

Apesar de os sociais-democratas não terem oficialmente divulgado a lista de sugestões para a lista de candidatos a deputados pelo círculo de Braga nas Eleições Legislativas de 10 de março, Hugo Ribeiro esclarece que Ricardo Araújo, presidente da concelhia e anunciado candidato à Câmara Municipal nas Autárquicas de 2025, foi o nome escolhido para encabeçar essa lista de indicações e que André Coelho Lima, deputado na Assembleia da República desde 2019, ficou de fora, no que entende “uma má decisão para o partido e para o concelho de Guimarães.

Antigo membro da JSD e presidente da Junta de Freguesia de Abação, entre 2005 e 2013, Hugo Ribeiro refere que “André Coelho Lima é um ativo do PSD Guimarães com dimensão nacional que importa aproveitar, que foi sondado pelo presidente da Comissão Política e estava disponível”, que Ricardo Araújo foi apresentado como o candidato do PSD Guimarães à Câmara Municipal, função que, em caso de vitória nas Autárquicas de 2025, “não é compatível com a de deputado da Assembleia da República” e que “a solução apresentada antes do arranque da reunião” de 12 de dezembro “não teve correspondência com a indicação que de lá saiu”.

“A indicação do nome de Ricardo Araújo para as listas de candidatos a deputados, abdicando de um ativo do PSD Guimarães que levou anos a construir - André Coelho Lima -, parece-me contrária ao interesse do partido e também a Guimarães. O concelho (e o partido) corre o risco de perder um excelente deputado e o candidato social-democrata à presidência da Câmara Municipal vai dispersar o foco numa luta eleitoral nacional, quando devia estar completamente empenhado em apresentar propostas para Guimarães”, defende.

Convencido de que trabalhou sempre para “um bem maior” nas várias funções políticas desempenhadas, Hugo Ribeiro volta à condição de militante de base num momento em que sente que “as decisões da Comissão Política Concelhia estão a comprometer esse ideal de um bem maior”, mas promete continuar a desempenhar até 2025 o cargo de vereador sem pelouros na Câmara Municipal – por isso, não remunerado -, de que retira “grande prazer”, por sentir que “as pequenas vitórias têm impacto positivo na vida das pessoas”.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73