skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
22 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Instituto brasileiro de aeronáutica veio ver o que se faz em Guimarães

Redação
Ciência & Tecnologia \ sexta-feira, outubro 29, 2021
© Direitos reservados
Grupo liderado pelo reitor do ITA, Anderson Ribeiro Correia, esteve de manhã no campus de Azurém. Fabrico aditivo, condução autónoma e a fábrica do futuro foram alguns dos projetos apresentados.

A Universidade do Minho recebeu esta sexta-feira uma comitiva do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), do Brasil, com vista ao desenvolvimento de atividades de interesse mútuo nas áreas da engenharia aeronáutica e aeroespacial.

O grupo liderado pelo reitor do ITA, Anderson Ribeiro Correia, esteve de manhã no campus de Azurém, em Guimarães, nomeadamente na Escola de Engenharia (EEUM) e nos laboratórios DoneLab e Bosch, sendo acompanhado pelos professores Pedro Arezes, António Pontes, Jorge Cabral e Nelson Costa. O fabrico aditivo, a condução autónoma e a fábrica do futuro foram alguns dos projetos em curso apresentados.

O programa de tarde foi em Braga, tendo a comitiva reunido com o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, e discutido formas de colaboração para o reforço das propostas de criação da licenciatura e do mestrado em Engenharia Aeroespacial na UMinho, já aprovadas em Senado Académico e submetidas à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior.

O ITA pertence à Força Aérea Brasileira e é uma das universidades mundiais mais reconhecidas na área da engenharia aeronáutica, a partir da qual foi criada em 1969 a empresa Embraer, atualmente a terceira maior fabricante mundial de aviões. Em 2019 assinou um memorando de cooperação com a UMinho, a qual pretende alavancar oferta formativa na área e projetos científicos, tendo também pontes com outras entidades de referência, como o MIT e a UMass Lowell, nos EUA.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73