skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
21 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Recolha de resíduos orgânicos supera as seis mil toneladas em 2023

Redação
Ambiente \ quinta-feira, dezembro 28, 2023
© Direitos reservados
A cargo da operação, a Vitrus Ambiente realça que o alargamento da área do centro histórico a uma área que abrange cerca de 55 mil habitantes do concelho motivou o aumento de 700% face a 2022.

O ano de 2023 vai terminar com a recolha de mais de seis mil toneladas de resíduos orgânicos no território de Guimarães, adiantou, na quarta-feira, a Vitrus Ambiente, empresa responsável pela operação.

O número constitui um aumento de cerca de 700% face a 2022, ano em que a Vitrus contabilizou 915 toneladas.

A justificação para tal subida é o alargamento da área de distribuição de contentores de resíduos orgânicos. Em 06 de fevereiro de 2023, as freguesias de Creixomil, Urgezes, Costa, Mesão Frio, Azurém, Fermentões, Ponte e Caldas das Taipas passaram a dispor de contentores, com a área de recolha de resíduos orgânicos a abranger uma população de 55 mil pessoas. Entre janeiro e maio, já tinham sido recolhidas mais de duas mil toneladas de orgânicos.

No ano passado, a recolha cingia-se à população do centro histórico de Guimarães – União de Freguesias de Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião -, às escolas de todo o concelho, assim como aos restaurantes, cafés e lares das freguesias da cidade, da Costa, Mesão Frio, Urgezes, Creixomil, Azurém, Fermentões, Caldelas e Ponte.

Esse alargamento implicou a instalação de mais de duas centenas de contentores para o depósito de resíduos orgânicos, em articulação com a Câmara Municipal de Guimarães e com o Laboratório da Paisagem.

Os contentores orgânicos servem de depósito para restos de comida, vegetais, frutas, sopa, pão, bolos, carne, peixe, laticínios, cascas de marisco, cascas de ovos, sacos de chá, palitos, guardanapos, plantas, folhas, cabelo e unhas ou objetos compostáveis.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73