skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
27 maio 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Vegetação da muralha será retirada após a nidificação do andorinhão-preto

Redação
Ambiente \ quarta-feira, julho 19, 2023
© Direitos reservados
De forma a minimizar o impacte do ecossistema desta espécie, o município apenas irá intervir após julho, altura em que termina a nidificação.

A muralha de Guimarães, um dos atrativos históricos da cidade, aparenta estar, por estes dias, pouco cuidada com a vegetação a romper por entre as pedras históricas. Mas, isso tem uma explicação.

A remoção da vegetação apenas será feita “após a nidificação do andorinhão-preto”, dá conta o município, explicando que esta espécie “tem o seu período de nidificação entre maio e julho, devendo evitar-se perturbações por atividades humanas”.

Com esta medida, a Câmara Municipal de Guimarães pretende “minimizar a perturbação dos ecossistemas, assim como permitir a análise do seu impacte”, apenas estando programada a remoção após a nidificação.

O Plano de Ação da Biodiversidade de Guimarães 2030, a concluir até final do ano, constituir-se-á como um instrumento importante para a alteração comportamental, consciencialização e conhecimento de todos cidadãos, com o objetivo de ser atingido um equilíbrio ambiental compatível com as ambições de Guimarães enquanto território ambientalmente sustentável, e em linha com as políticas públicas ambientais.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73