skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
03 dezembro 2022
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

De sonhadores a viajantes

Ruthia Portelinha
Opinião \ sábado, setembro 17, 2022
© Direitos reservados
Kamran Ali, Andreas Noe, Gustavo Carona e Andrea Bergareche percorreram várias latitudes, transformaram-se e contam as suas histórias na ABVP Travel Fest, evento de viajantes neste fim de semana.

Kamran Ali nasceu numa zona rural do Paquistão, onde fez o primeiro passeio de bicicleta, quando tinha 12 anos. Naquele dia, o velocípede enferrujado inspirou um sonho, que o seu irmão mais velho tentou arrancar-lhe da alma, com a ajuda de um cinto. Gustavo Carona nasceu em Toronto, mas mora no Porto desde os dois anos, onde se tornou médico. Foi em África que percebeu que os seus conhecimentos eram muito mais impactantes em regiões pouco desenvolvidas. Nascia um grande sonho de servir o próximo em missões humanitárias.

Andreas Noe nasceu na Alemanha, onde se tornou biólogo molecular. Em 2018, veio surfar nas praias de Lisboa, onde a quantidade de plástico o chocou sobremaneira. Nascia um sonho de ajudar a preservar a maravilhosa costa portuguesa. Andrea Bergareche nasceu em Bilbao, onde se licenciou em Belas Artes, mas os seus sonhos não cabiam numa cidade espanhola, mesmo uma grande metrópole.

Kamran, Gustavo, Andreas e Andrea partilham uma característica – são sonhadores. Não daqueles que sonham acordados, numa espécie de dormência sem ação, mas do tipo capaz de transformar vidas, as suas e de outros que os rodeiam. Daqueles cujos sonhos fazem o mundo pular e avançar, cantaria António Gedeão.

Nem todos os sonhos que nos sustentam o coração estão relacionados com viagens, obviamente. O importante é permitir-lhes que nos guiem o caminho.

Kamran Ali (aka Kamran On Bike) trabalhou uma década na Alemanha, onde concluiu um doutoramento, até conseguir realizar o seu sonho: pedalar os 10 mil quilómetros que o separavam do seu amado Paquistão. Desde então, percorreu mais de 50 mil quilómetros de bicicleta em vários continentes, sob o lema “Nunca estamos perdidos, desde que avistemos o horizonte”.

Gustavo Carona fez mais de uma dezena de viagens humanitárias a Moçambique, República Democrática do Congo, Paquistão, Afeganistão, Síria, República Centro-Africana, Iraque, Burundi, Iémen, Gaza e Sudão do Sul, na premissa de que nenhuma vida humana é mais importante que outra.

Andreas Noe mudou-se para Portugal com o seu ukelele, recolhendo toneladas de plástico e milhões de beatas de cigarro. Hoje é conhecido como The Trash Traveler, o viajante criativo que aumenta a consciência ambiental dos frequentadores das praias lusas.

Em 2015, a jovem Andrea Bergareche comprou um bilhete só de ida e começou a viajar sozinha. Entretanto visitou mais de 35 países, viajou à boleia na América do Sul e publicou um livro ilustrado, para incentivar outras mulheres a viajarem, com ou sem companhia.

A estes quatro juntam-se muitos outros viajantes, com a promessa de inspirarem sonhadores a agir, no ABVP Travel Fest, o grande evento de viagens que se realiza este fim de semana (17 e 18 de setembro) em Matosinhos. Todas as talks refletem os valores da Associação de Bloggers de Viagem Portugueses: viajar e produzir conteúdos de viagem com ética, respeito pelas culturas e pelo planeta. Que outros sonhos nascerão ao longo deste encontro?

 

Ruthia Portelinha, viajante e autora do blog O Berço do Mundo

 

Livro "Outros Mundos" © Ana Abrão

Livro "Outros Mundos" © Ana Abrão

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #38